sábado, 10 de setembro de 2011

Dia "cor-de-rosa" *-*

"Felicidade não conhece o tempo. Ela chega com um sorriso, no começo da manhã ou na chegada das primeiras estrelas. Felicidade se acomoda no fundo da alma. Cria um canto onde te faz encontrar com primaveras, setembros, passarinhos, crianças e todas as coisas que te faz sorrir."

| Vanessa Leonardi |
{Blog Caixa Mágica - caixamgica.blogspot.com}



Dias "Cor-de-Rosa"...

A verdade é que precisamos deles! Que não sejam muitos (para não cegar-nos acerca das realidades que precisam ser enfrentadas na vida), mas também que não sejam raros (para não nos tornarmos endurecidos e acinzentados)...

Aqueles dias cheios de inspiração, estrelinhas, passarinhos cantando, palavras cantadas e poesias... Assistir a um filme bobo, ler palavras românticas, suspirar pensando no futuro...

Precisamos deles porque somos mulheres, e em toda mulher Deus plantou essa natureza "rosa". Por mais que racionalizemos, e que precisemos muito da razão em nossa caminhada por aqui, essa natureza está lá! Como disseram John e Stasi Eldredge, em seu livro "Em busca da alma feminina": "três anseios que regem a natureza feminina [...]: revelar beleza, desempenhar um papel insubstituível em uma grande aventura e viver um romance". Isso é verdade.

Então, que tiremos dias para reencontrar nossa natureza feminina e amá-la! Amá-la porque ela vem do Criador e é isso o que a torna tão bela!

Alimentá-la com rimas e flores, música, imaginação, sonhos... porque também foi Deus quem deu o dom de romantizar às pessoas e o dom de expressar sentimentos em palavras. E a capacidade que as palavras podem ter de ir tão fundo ao coração!

Tudo isso faz parte de nós, "seres femininos" da criação. E não podemos deixar essa beleza permanecer muito tempo distante de nossos olhos - e de nossos corações.

Por isso, estou tendo um "dia cor-de-rosa". E isso é muito bom!

Não, não acho que devemos viver por emoções e tenho absoluta compreensão de que coração sem consciência é um perigo latente. Mas as emoções existem, e devem existir. Precisam. Elas também são companheiras, abrem horizontes, renovam os sorrisos, revigoram esperanças, trazem novas cores...

Precisamos delas tanto quanto precisamos de sonhos - mesmo os mais bobos. Olhar as estrelas e desejar alcançá-las, ainda que saibamos, lá na mente, que elas estão longe demais dos nossos braços. A graça de termos um "coração emocional" é que ele pode chegar onde os braços não chegam. É o sopro do infinito de Deus habitando em nós. Ele nos deu!

Sempre penso em Deus, lá em cima, rindo de minhas "bobices" (como diz uma amiga! =P). Aqueles momentos "flutuantes", sonhos de criança e toda essa manifestação "cor-de-rosa" típica de uma "mulher sonhadora". rs. Não sei se posso estar "teologicamente" errada nisso, mas essa imagem sempre me vem à mente. E falo com Deus: "Pai, o Senhor deve ficar somente rindo de mim, hein? E falando: ' - Essa minha filha é mesmo uma boba!' ". Mas até isso é engraçado, porque parece simplesmente "fazer parte".

No fim, a conclusão é sempre que precisamos aprender o equilíbrio. Dias cheios de razão e, algumas vezes, até mesmo do peso que ela pode trazer. Mas também dias que dêem espaço à nossa "alma feminina" e ao coração. E equilibrá-los. Saber apreciar a beleza que há em ambos - e a necessidade que temos de ambos. E, assim, ir andando.

"Quero tua risada mais gostosa,
esse seu jeito de achar que a vida pode ser maravilhosa..."
{Vitoriosa, Ivan Lins}


3 comentários:

Kesley disse...

LindoO!!!

Hânycka disse...

Ah,às vezes eu acho que os sonhos do mundo pararam e ficaram em mim. rs Mas agora tô vendo que existe também outro alguém tão sonhadora e tão romântica quanto eu ! rs Eu não estou só rsrsrs
Que nós possamos também Aline ter a certeza de que viveremos os sonhos de Deus, mesmo que pareçam distantes. Creio firmemente que o que nos deu os sonhos é capaz de cumpri-los se forem bons pra nós.

Um abração Aline !

Aline Ramos disse...

Ahhhh Hânycka, sou uma boba completa viu!!! rsrs. Sonhadora, romântica e toda mulherzinha!! haha.. Acho isso muito legal, essa feminilidade tão bonita que creio mesmo vir de Deus. A alegria de sermos mulheres ao mesmo tempo que somos meninas, sensíveis, maternais, molecas, choronas.rs... Isso é lindo! É claro que é preciso viver todas essas coisas com sabedoria e discernimento do Pai, para que não passemos nossos dias apenas flutuando e esqueçamos que há realidades muito duras que precisam de nossa ação aqui nessa terra. E para que nossos sonhos não se voltem sempre para nós, egoístas, individualistas, nos tornando nossos próprios ídolos... O equilíbrio que todos precisamos aprender, né? ;]

Beijão, pra você e pra Kesley linda!!! ^^