terça-feira, 4 de janeiro de 2011

O que a Bíblia diz sobre Namoro? (Pr. Clodoaldo Machado) - Parte 2


Transcrição da Palestra "O que a Bíblia diz sobre Namoro", proferida pelo Pastor Clodoaldo Machado, na 6ª Conferência de Jovens da Editora Fiel, no ano de 2008.

*Algumas modificações feitas por mim para facilitar a leitura.


"Namoro não é divertimento! Namoro tem que conduzir a um propósito. O princípio tem que ser altruísta, e não pensando no bem-estar pessoal. Se for egoísmo, então é PECADO! Veja, pode não ter sexo, pode ser “santo” (entre aspas), namoro “direitinho”... Mas se a motivação é egoísta É PECADO! Porque estará sendo usado o corpo da outra pessoa pra ter prazer! Não tô falando de sexo. Tô falando de beijo, abraço, aperto de mão... Quando você abraça uma pessoa não te dá prazer? “Não, é ruim, pastor! Eu faço porque ela gosta!”. Quando você beija não te dá prazer? “Não, pastor, é horrível! Ô, negócio chato! Mas ela gosta, e como eu só penso nela (ou nele!)... Eu o amo! Eu a amo! Então eu faço isso por ELA, não tô pensando em mim de maneira nenhuma!...”.

Sejamos honestos: namoro dá prazer! Beijos, abraços agonizam... porque eles querem conduzir à relação sexual! E aí você fica naquela luta! Agonia, como nós passamos na época do nosso namoro! É uma agonia o namoro... Se você não conseguir visualizar o casamento, quando ele vai acontecer, é um sofrimento, porque o namoro fica um “namoro casas bahia”: a perder de vista... “Eu não sei quando vai acontecer o casamento, mas nós estamos namorando!”. Pessoal, intimidade é assim: começa e vai indo, e vai indo... Aí o casal fala assim: “Acho que nós tamo avançando, nós precisamos parar, porque acho que nós estamos avançando e o negócio tá ficando complicado!”. Pessoal, não dá pra voltar! Quando a intimidade foi se aproximando, não consegue voltar mais! Ela só aumenta, aumenta, aumenta... até que chega no ponto. “Ah, eu consegui!”. Talvez, um ou outro consiga, mas só tem duas opções. Aliás, três – vou ser misericordioso e vou dar mais uma: ou interrompe, ou cai, ou casa. Ou interrompe esse namoro, porque intimidade não tem retrocesso, ela vai aumentando, aumentando, aumentando...

Então, é preciso saber qual é a motivação. Qual é o meu propósito para com essa moça? PAIS, perguntem pros namorados de suas filhas quais são as intenções deles com elas!!! Essa é uma pergunta que não pode faltar, não sei porque caiu em desuso. Quais são as intenções? O que você quer?

Um namoro usa o nosso corpo! Nosso corpo possui impulsos, reações e necessidades. O namoro USA o corpo. O toque físico estimula os sentimentos do coração que querem conduzir à relação sexual! E aí fica difícil controlar isso. Por isso é que Deus, pra resolver esse problema, criou o casamento! E a quem pertence o nosso corpo? É Santuário do Espírito Santo! Irmãos, quando a Bíblia diz que o nosso corpo é santuário do Espírito Santo, ela está falando da nossa relação sexual! [...] O apóstolo Paulo está dizendo que o nosso corpo é santuário do Espírito Santo quando ele está falando de união com o sexo oposto. Pertence a DEUS, não pertence a mim! O corpo do crente deve ser usado para a GLÓRIA DE DEUS! O crente foi comprado na cruz. Tá tudo isso escrito em I Coríntios, capítulo 6. O teu corpo não é teu! Você sabe por quê? Se você é salvo, lavado e remido no sangue de Cristo, o TEU CORPO pertence a ELE! Não é teu mais! O apóstolo Paulo, quando iniciava as suas cartas, disse: “Paulo, servo de Cristo Jesus”. E a palavra Servo é tão profunda, que ela significa “eu não sou meu! Nada é meu! Tudo é de Cristo!”. O teu corpo não é seu!

Quando ele fala do corpo, o que ele tinha em mente? Relação sexual? Corpo todo ou “alguma parte específica”? Refere-se à totalidade física, com todas as suas necessidades, estímulos e reações. Um crente tem o direito de entregar o seu corpo pra outra pessoa? Eu não tô falando de SEXO!!! Tô falando da sua totalidade do corpo! Ele tem direito de fazer isso? Não é dele!

Como Deus resolveu, então, a questão? Deus nos fez com necessidades, irmãos! Necessidades físicas, e uma delas é sexual! Deus nos fez assim! Então, como Deus resolveu esse problema? Ele resolveu através do CASAMENTO! Compromisso é a solução! Paulo reconhece, no capítulo 7 de I Coríntios que o sexo é uma necessidade nossa. Ninguém tá negando que é uma necessidade. É uma necessidade! Mas a satisfação, o suprimento dessa necessidade é que é o problema. Então, nós precisamos ter uma visão sobre Deus e sobre a SUA vontade. Deus resolveu o problema com o CASAMENTO! Deus nos criou com necessidades, estímulos e supriu-nos através do casamento. Necessidades reais, suprimento SANTO – que se chama casamento.

A vontade de Deus para o nosso corpo, em Tessalonicenses, capítulo 4, versículos 3 a 7: “Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição, impulsos carnais e que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo, em santificação e honra, não com desejo de lascívia, não querendo usar o outro para ter prazer, como os gentios que não conhecem a Deus, e que nesta matéria ninguém ofenda nem defraude o seu irmãos”. Irmãos, se eu tô usando o corpo de alguém e não tô comprometido com ela, seja que tipo de uso for, não precisa nem ser a relação sexual consumada, se eu estou usando só pra meu prazer, eu a estou defraudando! É isso que esse texto diz.

E continua dizendo: “porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente ao vingador, porquanto Deus não vos chamou para impureza, e sim para a santificação”. O que a Bíblia diz sobre namoro? A Bíblia é contra ou é a favor? Essa não é a pergunta. É “Por que você quer namorar?”. Você tem condições de se casar? Você tem condições de se comprometer com essa pessoa pra que você possa usar o corpo dela? Porque, no dia do casamento, você vai ganhar presentes. Mas o maior presente que um casal ganha, no casamento, é a união sexual. E esse presente quem dá é Deus. Ele pega o seu corpo, que pertence a Ele, e diz: Agora, você entrega o seu corpo pra essa pessoa porque Eu quero. E Ele pega o corpo da moça, que não pertence a ela, pertence a Ele, e diz: Agora, você entrega o seu corpo pra esse rapaz, porque Eu quero. EU quero que vocês desfrutem deste presente que Eu estou lhes dando, que é a intimidade sexual! Por isso é que Adão, quando olhou para Eva – e Deus estava entregando o corpo de Eva pra ele – ele disse: esta, afinal, é osso dos meus ossos, carne da minha carne, se chamará varoa, porquanto do varão foi tomada. E os dois se tornaram UMA só carne! E não se envergonhavam. Era uma intimidade harmoniosa e perfeita, porque estava de acordo com o plano de Deus. Foi reservada para o Casamento!

A vontade de Deus é que um jovem e uma jovem cheguem ao casamento sem nunca terem experimentado QUALQUER tipo de intimidade com outra pessoa. Cheguem PUROS. Que prazer é pra uma moça o dia que ela chegar no casamento e dizer praquele rapaz: “Eu nunca tive intimidade com ninguém! O meu corpo está totalmente preservado pra você.”. Eu não tô falando de virgindade! Tô falando de CORPO preservado. E o rapaz: “Eu nunca experimentei mulher alguma! Nunca. Eu estou totalmente preservado pra você!”. Esta é a vontade de Deus! "

 
 
*Não deixem de ler a Primeira Parte deste texto.
 

4 comentários:

Aline Ramos disse...

Carambaa!! Olha que eu já li e ouvi muitas coisas sobre esse assunto. Mas essas palavras do Pr. Clodoaldo me surpreenderam! Como é fácil fingir que nada disso é verdade, que a Bíblia não estabelece padrões para o relacionamento pré-nupcial, de forma que nós possamos tomar nossas próprias idéias sobre o "Namoro".

Cara, estou realmente alegre por essas palavras - tão profundas, tão sérias. Palavras que colocam DEUS em primeiro lugar, e não NÓS. Palavras de PUREZA e SANTIDADE, não porque essas sejam "coisas bonitinhas", mas porque são a vontade de Deus para nossas vidas, porque é o que Lhe agrada e honra!

Nossos corpos não são nossos - são de DEUS. E somente quando ELE permitir, liberar que nosso corpo seja desfrutado por outra pessoa é que poderemos oferecê-lo a isso. E essa liberação foi estabelecida para o CASAMENTO. Não o namoro. Não o noivado. Mas o CASAMENTO.

Que possamos tratar deste assunto com mais seriedade e maturidade do que com sentimentalismo ou romantismo. Mais com os olhos em Deus do que em nossos próprios sentimentos ou vontades. Temos necessidades, sim. Necessidades REAIS, como diz o Pr. Clodoaldo. Mas Deus nos supriu uma solução: o Casamento! Uma solução SANTA, para uma necessidade REAL.

Que a graça de Deus nos guarde e fortifique para nunca perder isso de vista e para ter forças de viver assim!

Paz!

Adoradora de Cristo disse...

Realmente é necessário muito dominio próprio e amor incondicional =)

Nádia disse...

Benção, está de Parabéns Pastor Clodoaldo !

Clodoaldo Machado disse...

Oi Aline,
aqui é o Pr.Clodoaldo Machado. Pesquisando algo na internet sobre John Newton acabei encontrando seu texto sobre os estudos a respeito do namoro.
Agradeço por você estar divulgando esta visão acerca do que a Bíblia diz sobre o assunto.
É muito bom e encorajador saber que Deus tem despertado mais pessoas para crerem e falarem sobre Sua Palavra sem distorções.
Que Deus continue abençoando você.