sexta-feira, 21 de maio de 2010

Côrte e Pureza: O que você está guardando?



É incrível como esse assunto de “Côrte” se disseminou no meio “cristão” brasileiro. Há seis anos atrás, quando me converti, a gente nem ouvia falar sobre isso. Nada de beijo antes do casamento? Não mesmo. Eu mesma só comecei a pensar, considerar e/ou entender sobre os conceitos do relacionamento do tipo “Côrte” (ou “Namoro santo”, ou “Amizade especial” ou “Romance ideal” ou o que quer que seja), há uns 2 anos e meio atrás, se não me engano. Antes disso, essa idéia nem passava pela minha cabeça.

Mas então se começou a falar sobre isso. Lembro que a primeira pessoa que ouvi defender um relacionamento romântico sem beijo foi o Pr. Jeff Fromholz, numa conferência de jovens aqui na cidade. Até aquele ponto, eu tinha ouvido alguma coisa meio distorcida, pensado em alguma possibilidade do tipo, mas nada muito sério. A partir dali, vi esse assunto se multiplicar no meio cristão em que convivo, bem como em todo canto. Parece que houve um “Bum!” na temática. Chegou a tão famosa “Visão Celular”, o “G12” e os seus similares, e com eles seus cursos sobre “Romance Ideal”, ou sei lá quais os títulos usados. E, agora, todas as igrejas em modelo celular (ou seja, 99% do total, pelo menos aqui em Macapá) falavam sobre isso aos seus jovens.

Foi quando as coisas começaram a ruir. Côrte, ou um relacionamento com vista a casamento construído em Pureza e Santidade, virou MODA. E toda vez que alguma visão de Deus, algum direcionamento de Deus vira MODA, eles começam a sofrer distorções e perder o seu sentido original. Veja o exemplo da “Adoração Extravagante” ou demais manifestações “Super-Pentecostais”. E, infelizmente, com MUITA tristeza no meu coração, tenho visto a mesma coisa acontecendo com o padrão de relacionamento que começou a ser proposto, em pureza, há alguns anos. Estamos caminhando no mesmo rumo.

A meu ver, o grande problema causador de tudo isso foi um: LEGALISMO. Criaram-se REGRAS, sem tratar os corações. Encheram as mentes dos jovens com modelos prontos de “o que fazer e o que não fazer” para prevenir os pecados sexuais que estavam (e estão) tão presentes nos namoros, mas esqueceram de tratar toda a lascívia que havia no coração. E ela permaneceu lá. E podemos estar certos de uma coisa: ainda que essa lascívia interior deixe de se manifestar através de um certo tipo de contato sexual (mais especificamente o BEIJO NA BOCA), ela acabará encontrando outras formas de fazê-lo. Não duvidemos disso!

E aqui quero fazer uma pausa pra uma declaração que precisa urgentemente ser feita nos nossos dias: CÔRTE (ou qualquer nome que você queira dar pra esse tipo de relacionamento que estamos discutindo) NÃO É A MESMA COISA QUE “NAMORO SEM BEIJO NA BOCA”! Por favor, POR FAVOR, vamos acabar com essa visão tão pequena, superficial e enganadora a respeito da PUREZA que o Senhor está tentando restaurar nesta geração! Não é possível que tantos jovens, líderes e tudo mais não vejam quantas coisas existem (e devem existir) além disso!

Sim. Há alguns anos atrás, falar de “namoro sem beijo na boca” era algo meio monstruoso e totalmente incompreensível. Tudo bem, ainda é. No entanto, se compararmos o momento atual com alguns anos anteriores, veremos a massificação (relativa, tá bom!) desse entendimento. Eu sei que ainda existem muitos cristãos que ainda não entenderam nem mesmo essa questão mais óbvia. Mas não é pra esses que estou escrevendo. Escrevo praqueles que dizem (pelo menos) estar buscando o padrão de pureza DE DEUS para seu relacionamento, ou defendem esse discurso.

Falo isso porque, infelizmente, tenho visto muitas dessas pessoas que afirmam isso, que têm lido obras de referência sobre o assunto, mas que, querendo ou não, tem acabado por resumir seu padrão de pureza à regra “sem beijo na boca”. Se pararmos pra olhar a relação e o contato entre o casal, exceto pela falta de beijo (na boca, é claro!), não há nada que o diferencie de um casal de NAMORADOS (com isso digo “relacionamento comum, em essência oposto à corte”)! Eu não sei se o problema está comigo e sou eu que estou ficando “puritana” demais, mas se eu vejo um rapaz e uma moça que andam todo tempo abraçados um com o outro, com o cara mantendo suas mãos delicadamente sobre o abdômen da moça (pra ser bem delicada), dando beijinhos no rosto, na testa, no nariz, na nuca, em todo canto exceto na boca, sussurrando segredinhos aos seus ouvidos, com o rostinho bem coladinho um no outro, chamando de “meu amor”, “meu nenên”, “meu bebezinho” e etc, enquanto a moça está toda derretida, fazendo altas declarações de amor em todo tempo, fazendo todas as coisas juntos... será mesmo que devo deixar de chamar isso de NAMORO pra chamar de CÔRTE só porque não tem “beijo na boca”? Não sei pra vocês, mas, na minha opinião, Côrte é muito mais do que isso!

Vamos pensar numa coisa: quantos de nós saímos por aí fazendo todas essas coisas com nossos AMIGOS do sexo oposto? Bem, acho que se fizéssemos isso acabaríamos com uma fama não muito boa entre os verdadeiros cristãos! Esses não são comportamentos que seriam aceitos com amigos do sexo oposto, exatamente porque sabemos de quão sexuais eles são e podem ser. Nós podemos até abraçar uma pessoa do sexo oposto uma vez ou outra e tal, cumprimentando-a, dar um beijinho no rosto como cumprimento, mas ninguém vai sair por aí ficando agarradinho com seu amigo todo tempo e dando risadinhas melosas com ele que todos nós já vamos, no mínimo, suspeitar de alguma coisa errada acontecendo. Pode não estar acontecendo nada sexual, ou sensual, ou lascivo externamente, mas e nos pensamentos e emoções? E as expectativas românticas muito comuns de acontecerem quando temos esse tipo de contato com uma pessoa do sexo oposto? Os pensamentos vão longe! (e as emoções, então!)... Falo isso porque, antes de compreender que havia um Padrão de Pureza de DEUS pra minha vida, eu me relacionava dessa forma com amigos rapazes... nunca os “beijei”, nem muito menos nada além disso, mas sei o quão “não-puras”, o quão sensuais essas coisas eram, ainda que ninguém assumisse isso! Tanto é que hoje me envergonho disso, porque sei que era errado, não era o tipo de contato que eu deveria ter com uma pessoa do sexo oposto, para me manter pura, e de forma nenhuma é o tipo de comportamento que eu teria com qualquer rapaz hoje.

E aí entramos na questão de PUREZA. Um relacionamento de PUREZA, seguindo os padrões de Deus, não está relacionado apenas ao âmbito físico. Na verdade, especialmente para nós mulheres, acho mesmo que esse é o âmbito mais fácil de guardar. De alguma forma, essa é a área em que qualquer atitude de impureza pode ser vista e, assim, as pessoas podem nos exortar, nos confrontar, e isso acaba limitando nossa “liberdade” nesse aspecto. Mas e o que está acontecendo em nossas MENTES e CORAÇÕES? Lá ninguém pode ver! Lá temos toda a liberdade para alimentar todo tipo de sentimento ou pensamento “romântico” (pra não dizer lascivo!). É lá, em nossos pensamentos e emoções, que está a grande luta contra a IMPUREZA. É por isso que Jesus falou que o adultério que era pregado no Antigo Testamento, que consistia apenas em um ato físico, não era o verdadeiro padrão de adultério, e complementou dizendo que o simples pensar em uma pessoa de forma impura já era ADULTÉRIO. Esse é o padrão de Deus! Um padrão que nos manda guardar em pureza não apenas o nosso corpo, ou os contatos físicos com a pessoa com quem nos relacionamos “romanticamente”, mas também, e de forma muito especial, lutar para manter puros nossas MENTES E CORAÇÕES. Com toda sinceridade, para nós mulheres é muito mais difícil guardar nossos pensamentos, nossos “sonhos românticos” e nossas expectativas que facilmente podem se transformar em lascívia, do que guardar nossos corpos. A maioria das mulheres cristãs tem muita convicção de que quer manter seu corpo puro. Mas nossas batalhas são mais profundas: são na mente e no coração. Para os rapazes, acho que acontece de uma forma meio oposta. Suas lutas normalmente são mais físicas e visuais, o que acaba atingindo seus pensamentos.

Então, se nós não permitimos que qualquer rapaz se aproxime de nós com qualquer tipo de contato físico mais profundo ou prolongado, como ficar dando beijinho toda hora, abraçando, pegando na barriga ou o que quer que seja, quando se é amigo ou apenas conhecido, exatamente porque sabemos que isso não é algo puro, e também sabemos do quanto isso pode influenciar nossas emoções, por que seria certo ou adequado deixar o seu NAMORADO fazer isso? Será que você está menos predisposta a desenvolver pensamentos e emoções menos sexuais ou lascivas em resposta a isso pelo fato dele ser seu namorado, ou pretendente, ou noivo ou o que quer que seja? Basta parar para pensar um pouquinho pra ver que a verdade é exatamente o oposto! Com o seu “noivo”, a quem você já está romanticamente envolvida, com quem você já se permite ter sonhos mais românticos, a probabilidade disso se transformar em algo sexual e lascivo é ainda maior! Não estou falando do risco de chegar a FAZER SEXO! Não! Estou falando do que acontece dentro de sua mente e do seu coração. Aquilo que ninguém vê. Aquilo que ninguém julga. Exceto DEUS.

Pra terminar, gostaria de deixar meu registro de revolta contra mais uma coisa nessa “onda de corte” da igreja moderna brasileira: que parada é essa de todo mundo andar NOIVANDO por aí a torto e a direita? Alguém mais já percebeu como que, agora, quando alguém quer viver esse namoro mascarado de “corte”, pra não ficar com o peso na consciência de “pedir a moça em namoro”, vai lá e diz logo que “quer ficar noivo dela”? Quê que é isso? Agora virou moda os jovens namoradinhos, de 15, 16 anos andando de “anel de noivado”, ou compromisso, sei lá. Outro dia, uma adolescente conhecida minha, de 14 ANOS, com quem eu conversava muito sobre pureza no relacionamento e tudo, que lia o blog com suas amiguinhas e tal, arrumou um “pretendente”. E, ao invés deles assumirem o “namoro”, eles ficaram NOIVOS! Olha que coisa linda! Acho que, assim, com uma palavra tão FORTE, eles estão “firmando um compromisso muito sério, pra casamento mesmo!” – e, dessa forma, tudo se torna muito mais permissível! “Nós vamos nos casar!”... É, quem sabe olhando por esse prisma, todas aquelas coisas acima citadas não possam ser consideradas normais mesmo? Eles vão se casar mesmo! Já estão até noivos, de anel de ouro e tudo!!! Aff... A coisa ficou bagunçada mesmo! Quem foi que ensinou pra esse pessoal que Noivado é isso? Aliás, pergunta pra eles quando vai ser o casamento, e você vai ver quanta pretensão eles têm de se casar! “Ah, um dia desses, ainda precisamos nos preparar muito mais, né?”... Se precisam se preparar mais, posso saber por quê ficaram NOIVOS, então? Será que esse não seria o momento de serem AMIGOS, e continuarem deixando DEUS prepará-los, amadurecê-los, moldá-los mais, antes de firmar o compromisso de casamento? Se você ainda não está pronto para casar, por que mesmo está firmando compromisso de casamento com alguém? Supõe-se que, ao firmar um compromisso desses, você esteja planejando em se casar em breve... ou isso era o noivado até um tempo desses, né! Vai ver mudou e eu me perdi no meio do caminho!

Espero que essa galera, e quem sabe nós mesmos possamos acordar e lutar contra todos esses enganos, que têm sido massificados no meio dos adolescentes e jovens, ensinando um padrão de conduta, de vida, de sexualidade rendida a Deus, de uma forma tão superficial e sem sentido! Que possamos entender que temos sido chamados a viver um padrão de pureza que vai muito além de “não beijar até o casamento”, mas que tem a ver com honrar a Deus com um relacionamento totalmente PURO, SÉRIO, MADURO com a pessoa com quem Ele quer que nos casemos.

Confesso que, ao ver muitos desses casais dentro das igrejas hoje, me sinto constrangida, sinto minha própria pureza sendo confrontada, atacada, e preciso protegê-la fortemente. Pense nisso: se o tipo de relação que você está tendo com a pessoa com quem está “comprometido” pode gerar algum constrangimento a alguém, se qualquer pessoa (inclusive SEUS PAIS) precisa desviar os olhos de vocês devido ao grau de intimidade que vocês apresentam um com o outro, se pecadores reagem dessa forma ao que vêem, de que forma será que o SANTO DEUS, TOTALMENTE SANTO E PURO, reagirá?

Quanta pureza há em seu relacionamento?

O que você está guardando?

Que nossos padrões sejam o melhor que pudermos oferecer como honra e glória ao nosso Rei!

16 comentários:

Adoradora de Cristo disse...

Amada Aline,

Que bom abordares este assunto aqui no MV. Quando informas-te lá no RBF que irias postar um artigo sobre este tema, eu fiquei feliz, pois preciso aprender bastante sobre o assunto, de preferência com pessoas cheias do Espírito Santo e que conheçam algo sobre o tema. Amiga, à cerca de 4 anos e 5 meses, decidi que tinha que mudar a minha forma de relacionamento com o sexo oposto. Eu nunca pensei que o eterno podasse ministrar tão fundo no meu coração como o está a fazer à uns meses atrás. Eu tenho visto a misericórdia e a graça d'Ele na minha vida! Eu sou merecedora de tamanho amor. Sinto-me constrangida. Ainda assim, Ele deu-me uma nova oportunidade de santificar o meu corpo e emoções. É maravilhoso constatar que são nestas e noutras coisas que Deus está presente nas nossas vidas.

Enfim, o que quero dizer é que eu sou uma aprendiz em relação a este tema sobre a Côrte. O pouco que eu sei, tenho aprendido em blog's, comunidades, pregações...enfim...apesar de conhecer as bases, preciso aprofundar os meus conhecimentos. Na verdade, só no inicio do ano 2010 é que fui ministrada por Deus sobre a importância de guardar-me do beijo antes do casamento. Nunca pensei que fosse possível assumir um compromisso com vista ao casamento, sem beijo!! Mas é uma opção de vida e sei que é a melhor escolha!

No entanto, como disseste muito bem, a côrte não é só abdicar do beijo, mas sim de todos os outros envolvimentos físicos e emocionais que poderão originar tentação e consequentemente levar ao pecado! Como mulheres virtuosas (e também homens que desejam viver segundo o coração de Deus) devemos viver uma vida CONSAGRADA e de RENÚNCIA! Para mim essas são as duas palavras que me fazem lembrar Côrte.

Pessoalmente, não conheço ninguém que deseje viver segundo estes padrões de santidade. Torna-se um pouco difícil, mas a graça de Deus nos basta!! Tenho muita coisa para falar e gostava de perguntar-te muito mais. Por exemplo: Lá no RBF disseste que o ideal seria assumirem uma amizade e no tempo certo noivarem-se. Concordo contigo. Mas gostava que abordasses o tema sobre essa amizade na côrte. A fase de inicio, meio e fim, culminando com o casamento. Não sei se fui explicita.

Bem até breve!!

Adoradora de Cristo disse...

P.S: no primeiro parágrafo queria dizer IMERECEDORA de tamanho amor ;)

Aline Ramos disse...

Ahhh que linda!!! Como fico feliz por saber que o Senhor está trabalhando em teu coração, mente e toda tua vida nesse aspecto, Ágata!! És uma linda Mulher Virtuosa, e tenha certeza que Aquele que começou a boa obra em vós é totalmente Fiel para terminá-la! É o que Ele está fazendo em cada um e uma de nós!

Eu também estou aprendendo... sim, a cada dia, aprendendo a guardar minha mente, meu coração, meu corpo através da modéstia e de meus comportamentos... ainda não cheguei e sei que nem estou perto do fim deste aprendizado... mas estou extremamente feliz por esse cuidado e ensinamento imerecido que também tenho recebido de Deus! Como você mesma falou, é verdade, não é nenhum pouco fácil! Já precisei ouvir pessoas muitissimo proximas de mim me dizendo que tem pena de mim e do quanto meu futuro esposo vai me "enganar" em função de todas essas minhas crenças "infantis e inocentes"... dói, mas tenho plena convicção de que vale à pena andar no caminho estreito! Então, estamos juntas nessa, mana! ;)

Essa questão da amizade é algo que está se tornando mais claro pra mim mais agora tbm... eu ia escrever sobre isso nesse post, mas acabou ficando muito grande... mas como é bom ver sua disponibilidade e desejo de coração em crescer mais nesse aspecto! Pode ter certeza que vamos comentar muito mais acerca disso! Vamos dar as mãos e aprender juntas como andar na contramão de nossa geração... restaurar as veredas de justiça do Senhor!

Agora tô um pouquinho sem tempo, mas logo logo volto aqui pra comentarmos um pouquinho mais desse assunto ta?

Amo-te em Cristo, mana! Todo carinho de meu coração... ;)

Adoradora de Cristo disse...

Hei que bom que através da internet tenho aprendido muita coisa!! Ela tem sido como um instrumento de benção na minha vida!! Todos os dias aprendo sempre um pouco mais quando acesso à net. ok, amada fico a espera então do próximo comentário ou post. Até lá, fica no "óleo de Jeová" hehe a pegar a unção para a continuação da nossa conversa =) Beijinhos.

Wellington disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline Ramos disse...

Olá, Wellington!! Muito obrigada por seu comentário, e que legal saber de seu interesse em continuar conhecendo os caminhos de Deus pra sua vida.

Esse assunto sobre relacionamentos românticos é muito sério e importante, pois tem sido o motivo de queda de muitos jovens cristãos. No entanto, é impossível viver uma vida de real pureza, um padrão como este que acreditamos ser o correto, se não estivermos totalmente rendidos e dependentes da graça de Deus em Cristo Jesus! Não há como! Não podemos fazer isso por nossas proprias forças! Portanto, o primeiro passo é Jesus Cristo - e uma vida de conhecimento, relacionamento e entrega reais a Ele!

Muito bom saber que vc tem sentido seu coração despertar à procura de conhecimento. Olha só, conheço uns rapazes que podem estar dando uma força melhor pra vc no entendimento de todas essas coisas (afinal, eles são rapazes como vc né!! hehe).. Então, se você não se importar, posso estar passando seu orkut e msn pra eles lhe adicionarem e vcs passam a trocar umas idéias. Pode ser?

Espero que o blog continue edificando sua vida, e que seu coração esteja em busca da Única Verdade deste mundo: Jesus Cristo!

A graça de Deus esteja contigo, Wellington!

Wellington disse...

Aline desculpe não ter respondido antes, é que esqueci pois estava um pouco oculpado,
Eu estava lendo minha postagem e queria pedir desculpa pois talvez voc possa ter
interpretado não tão bem, percebi que o texto não estava tão coerente, mas aparentemente
voc entendeu, é muito bom saber que existe pessoas como voc, espero sim que voc
possa passar meu msn e orkut para seus amigos, pois será super gratificante para min !!
O mais curioso que acho é o fato de voc e outras meninas, conseguirem aparentemente
suportar ao "sistema" pois apesar das "pessoas" dizerem que crer realmente em Deus,
elas cedem ao Diabo diariamente, o pior de tudo conscientemente, mas não somos santos né,rs
Meu interesse em entender é pelo fato de dúvidar que exista gente assim, isso parece meio egocêntrico
no fundo eu acho que se eu soubesse que existisse eu me sentiria melhor, não entenda minha
aparente loucura mal, rsrs, não sou fanático apenas sigo a Deus! não tenho religião pelo simples
fato das Interpretações equivocadas sobre a bíblia, em que o objetivo é torna las conveniente para
alguns e obter algo, e até por que algumas igrejas adotam interpretações erradas, por fim o preconceito
em suas doutrinas que se tornam esplícito para quem estuda.O que une as pessoas ou o que deve
unir elas,,, somente deve ser Deus independentemente de igreja, pois as mesmas são falhas, mas
Deus, ele não é falho nem a palavra dele mas infelizmente muitos crentes em Deus não param
pra perceber os erros de interpretações em variadas igrejas e acabam errando também,
Deus é amor, Ele é justo !!! Mas me empolguei, desculpa. Espero que entenda minha ansiedade.
Tudo de bom !!! A verdade de Deus está com vc !

Wellington disse...

Aline desculpa algo, pois aparentemente não foi muito conveniente chegar assim do nada,espero que entenda a verdadeira
razão de eu ter me colocado,essa que seria unicamente entender.

Aqui o endereço dos orkuts, se possível passe para seus amigos,também
os mais experientes que tenha muito conhecimento bíblico,será um prazer enorme conhece-los pois preciso!
Obrigado !!!

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=15028139237016661540

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=6291282500992303857

Aline Ramos disse...

Oi, Wellington!! Agora sou eu que preciso pedir desculpas pela demora em responder, né? Mas, cá estou! =P

Oh, não precisa ficar preocupado com seu comentário não! Fico realmente feliz que vc esteja interessado em ouvir mais, discutir ideias e aprender sobre estes valores que temos discutido por aqui.

Entendo sua dificuldade, ou surpresa, em acreditar que ainda existem verdadeiros cristãos hoje. E entendo seu posicionamento desconfiado em relação às igrejas ou religiões. Realmente o Brasil tem passado por uma grave crise no que tem-se chamado de Cristianismo - muitas igrejas denominando-se cristãs mas totalmente distantes disso. Isso é terrível! Tenho visto resultados horrendos em função disso!

Mas quero encorajá-lo a olhar um pouco mais adiante dessas falsas igrejas: ainda existe um cristianismo real sendo pregado e sendo vivido, Wellington! Há pouco tempo atrás eu mesma estava em crise para acreditar nisso, com pouquissimas esperanças, mas Deus tem me feito ver que ainda existe - e sempre existirá - um remanescente fiel. Aqueles que não se curvaram diante desse mundo. E eu digo a você: não apenas vale a pena andar com essas pessoas, mas é uma honra, uma dádiva viver essa vida ao lado delas! Encorajo-o a pedir que o Senhor lhe mostre estas igrejas fiéis, e estes cristãos fiéis, aí próximo de você. (Onde você mora mesmo?)

Estarei passando seu orkut e msn pros meninos então, tá? ;]

Continuamos nos comunicando, então!!

Que o Senhor te abençoe, te guie e lhe dê as respostas que seu espírito e coração precisam! :)

Wellington disse...

Oi!obrigado, realmente existe uma séria desordem a respeito disso,tenho dúvidas muitas, espero reforçar meus pensamentos e minha fé,não costumo ir a "igrejas" mesmo assim não me sinto longe de Deus, ultimamente tenho dado atenção a coisas que trava uma luta com minha fé, tipo, contradições,..não sei o quanto voc sabe sobre o mundo, mas quando voc tem muita informação sobre essas coisas, teologia, física em especial quântica,geologia,filosofia,psicologia dentro da mesma "parapsicologia" essas traz contradições tremendas,não sei se entende minhas dúvidas,não nos conhecemos não sei nada sobre voc e nem vc sobre mim,durante muito tempo recebi estudos pentecostais e adventistas também outras talvez denominações ou religiões,como testemunho de jéova,ainda procurei entender muito sobre fenômenos paranormais,por isso Deus as vezes fica um pouco distante de min, as dúvidas fazem isso,e através disso não é possível acreditar que as pessoas realmente sabem oque é Deus, o pior é que ainda não encontrei alguém com argumentos suficiente "lógicos"para me esclarecer um pouco,e aos poucos cresce um abismo,entre o que é verdade, tente entender aline,eu espero realmente encontra pessoas que possa me edificar, dizer algo novo,.. voc é de que religião ? tipo voc tem alguma ? tudo de bom !

Wellington disse...

Eu exclui o primeiro comentário,. atualmente estou em fortaleza CE, mas vou ficar só uma temporada, e volto para Brasília,.e vocs voc? mora onde ?

Aline Ramos disse...

Olá, Wellington!

Entendo sim suas dúvidas.. já passei por algumas semelhantes. Passei seu orkut pra um amigo chamado Lucas Louback, ele deve adicioná-lo... Ele tem sido uma das pessoas que mais tem me ajudado nas duvidas, acho que poderá lhe ajudar mt nessas questões "teológicas" tbm, além de lhe indicar outros bons contatos..

Eu sou protestante, de fé reformada. Passei um tempo sem congregar (em função destas distorções da fé cristã e das duvidas que isso gerou em meu coração), mas agora, graças a Deus, estou de volta a uma igreja, bem centrada na Palavra, com um pastor que é um cristão genuíno (o que não quer dizer perfeição é claro, né!).. É uma Batista tradicional.. está sendo um momento maravilhoso!

Eu sou de Macapá/AP.. ilhada de todo mundo!! hahaha...

Que o Senhor se revele a vc, Wellington! COntinue procurando respostas, e elas aparecerão! ;)

Wellington disse...

aline obrigado, :^)

nessa disse...

A paz Aline

Meu nome é Vanessa Santana moro em Ribeirão Pires, São Paulo e faço parte de uma igreja com visão celular e que possui visão de corte.
Antes de qualquer coisa quero deixar registrado como os assuntos abordados por você tem me enriquecido e estão me fazendo crescer muito, pois Deus tem me revelado muitas coisas e tenho abençoado muitas pessoas com isso.
Enfim, vamos lá
Percebi que você tem uma certa aversão a côrte, mas quero te dizer uma coisa,você tem essa visão no coração muito mais que muitos que dizem que tem.Tudo que está no seu blog revela isso.
E você acertou, corte é muito mais que não beijar na boca, é um relacionamento sem toque, como vc mesma disse é impossível tocar alguem acaríciar, tocar na barriga, beijar a nunca sem que desperte algum desejo, e nós sabemos q o desejo da mulher é para seu "marido", não namorado nem corte, e o desejo do homem para sua esposa.
Acho que na verdade a côrte que você conheceu é o que nós chamamos de pseudocorte.
Envolve principios lindissimos os quais você já possui, mas infelizmente distorceram para você a verdadeira corte.
Deculpe se não te entendi direito o que disse, gostaria que pudessemos trocar informações. Beijos, fica com Deus!

nessa disse...

Aí vai um seminário completo de corte.São vários vídeos tá, acho que uns 28.
O nome pastor é Naor, seminário corte x namoro.
Veja todos ore e não vá com pensamento feito.
Lembre-se não é um passo-a-passo é necessario que haja revelação de Deus.

http://www.youtube.com/watch?v=rEOhCFZANb4

Aline Ramos disse...

Vanessa!!!

Querida, muito obrigada por seu comentário, por acompanhar o blog, por sua preocupação em ajudar a compreender a corte..

Na verdade, eu não sou contra A CORTE. É como vc disse: sou totalmente a favor de um relacionamento com os principios que a VERDADEIRA corte propõe, aquele relacionamento tipo "Eric e Leslie", ou tipo o que o Joshua Harris propõe.

SOu contra é essa ideia massificada e falsificada de "corte". Possivelmente essa "pseudocorte" que você falou. Mas, sabe, o fato é que não importa o nome que se dê ao relacionamento. Isso não é o que é relevante! Se a pessoa quiser chamar de NAMORO, mas o relacionamento for puro e santo, conforme os padrões biblicos de preservação um do outro, e de intimidade apenas no casamento, não faz diferença não chamar de "corte"! O que nossa geração precisa não é de novos "nomes" ou "Modismos", mas de decisão por santificação e honra a Deus!

Então, Nessa, pelo que entendi estamos sim defendendo a mesma coisa! ;] Obrigada por compartilhar suas ideias e se preocupar em ajudar, viu!! ;D Vou tentar ver os videos assim que possivel (minha net é bem ruim pra videos! rs)

Espero que tenhamos mais contato sim! ;] Me add no msn: sonhandonacontramao@hotmail.com [Diz na mensagem que é a Nessa do blog! =P]

QUe a graça de Deus nos capacite a viver Suas verdades! ;]